domingo, 30 de novembro de 2014

Livros e cinema

“O MEU PÉ DE LARANJA LIMA” BASEADO NO CLÁSSICO INTEMPORAL DA LITERATURA JUVENIL Publicado em 1968, o livro “O Meu Pé de Laranja Lima” é até hoje o livro mais vendidos no Brasil e um dos livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura em Portugal. O filme baseado nesta obra literária é uma fascinante e emocionante história de amor e amizade. Chegou aos cinemas portugueses no dia 20 de março. O Filme: Zezé tem quase oito anos e vive com a sua família pobre e numerosa. Ele é sensível, traquina e um grande contador de histórias. Para compensar a falta de afeto e carinho que não encontra em casa, refugia-se num mundo imaginário com o seu confidente, um pé de laranja lima com quem partilha as coisas boas e más da vida. Quando menos espera, Zezé descobre a mais bela das amizades num adulto solitário, Manoel Valadares, o ‘Portuga,’ que tenta participar no seu universo especial. Este dá a Zezé a ternura e compreensão que ele tanto precisa e a criança oferece ao amigo um mundo de fantasia e imaginação que este jamais imaginou viver.
Vós que viveis tranquilos Nas vossas casas aquecidas, Vós que encontrais regressando à noite Comida quente e rostos amigos: Considerai se isto é um homem Quem trabalha na lama Quem não conhece a paz Quem luta por meio pão Quem morre por um sim ou por um não. Considerai se isto é uma mulher, Sem cabelo e sem nome Sem mais força para recordar Vazios os olhos e frio o regaço Como uma rã no Inverno. Meditai que isto aconteceu: Recomendo-vos estas palavras. Esculpi-as no vosso coração Estando em casa, andando pela rua, Ao deitar-vos e ao levantar-vos; Repeti-as aos vossos filhos. Ou que desmorone a vossa casa, Que a doença vos entrave, Que os vossos filhos vos virem a cara. Primo Levi (2010), In Se isto é um Homem, p.7 (8º Ed.). Lisboa: Editorial Teorema.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Ser jogador de futebol é a profissão de sonho para a grande maioria das crianças. Poucos conseguem atingir esse objetivo, menos ainda alcançam o estatuto de profissionais. Apesar dos salários elevados que acompanham a ascensão no mundo da bola, a maioria dos futebolistas enfrenta problemas financeiros, quando pendura as chuteiras. A SIC foi à procura do espelho dessa realidade. Fora de Jogo é uma série de quatro Reportagens Especiais para ver esta semana no Jornal da Noite.

sábado, 8 de dezembro de 2012

Feliz natal

 "A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delícia da companhia... É a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém acredita e confia em você."
Ralph Waldo Emerson

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012


“A missão do escola e do professor é ajudar a descobrir 
a beleza adormecida em cada ser humano e abrir 
as avenidas fundamentais dos sonhos.” 
- Rubem Alves

Cora Coralina - Venho do século passado e trago comigo todas as idades


CORA CORALINA

"Morta... serei árvore
serei tronco, serei fronde
e minhas raízes
elaçadas às pedras de meu berço
são as cordas que brotam de uma lira
(...)
Não morre aquele
que deixou na terra
a melodia de seu cântico
na música de seus versos."



- in "Meu epitáfio", Meu livro de Cordel.

http://www.elfikurten.com.br

domingo, 6 de maio de 2012

6 de maio -dia da mãe


Origem do Dia da Mãe
 Remonta às comemorações primaveris da Grécia Antiga, em honra de Rhea, mulher de Cronos e Mãe dos Deuses. Em Roma, as festas do Dia da Mãe eram dedicadas a Cybele, a Mãe dos Deuses romanos, e as cerimónias em sua homenagem começaram por volta de 250 anos antes do nascimento de Cristo. Século XVII - Inglaterra Celebrava-se no 4º Domingo de Quaresma um dia chamado “Domingo da Mãe”, que homenageava todas as mães inglesas. Estados Unidos Em 1904, quando Anna Jarvis, perdeu a sua mãe ficou muito triste. As suas amigas decidiram organizar uma festa em memória à sua mãe e Anna quis que a festa fosse festejada para todas as mães, vivas ou mortas. Em 1914, a data foi oficializada pelo presidente Woodrow Wilson e passou e ser celebrada no primeiro domingo de Maio.

sábado, 21 de janeiro de 2012

domingo, 8 de janeiro de 2012

Ser Feliz

"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo,
e posso evitar que ela vá à falência.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios,
incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um "não".
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo…"

Fernando Pessoa

domingo, 1 de janeiro de 2012

FELIZ 2012

“Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança,
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar
e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação
e tudo começa outra vez, com outro número
e outra vontade de acreditar
que daqui para diante,
vai ser diferente. “
Carlos Drummond de Andrade
Tempo

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Centenário de Alves Redol

O centenário do nascimento do escritor Alves Redol, um dos mais importantes nomes do Neorrealismo português, é hoje assinalado em Vila-Franca de Xira com uma sessão evocativa, pelas 18:30, no Museu do Neo-Realismo.
A efeméride tem vindo a ser celebrada ao longo do ano pelo museu com exposições, exibição de filmes e leituras encenadas, e irá prolongar-se até janeiro de 2012 com a atribuição de um prémio com o nome do autor e com a realização de um congresso internacional em Lisboa.
Hoje, dia em que se completam cem anos do nascimento, o Ateneu Artístico Vilafranquense organiza uma arruada pela cidade até ao local onde de encontra a estátua de Alves Redol, com a atuação da Banda do Ateneu.
Diário Digital / Lusa

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Google lembra nascimento de Mark Twain com doodle especial


O Google está a homenagear o aniversário de Mark Twain com um doodle onde Tom Sawyer, uma das personagens mais populares do escritor norte-americano, pinta o logótipo do motor de busca numa cerca.O escritor Mark Twain faria hoje 176 anos se fosse vivo.
Neste logótipo animado Tom Sawyer e o seu melhor amigo Ben, personagens bastante populares do universo do autor, pintam as letras da palavra Google, num mural que atravessa toda a largura da homepage do motor de busca.
Nascido a 30 de Novembro de 1835, Mark Twain é considerado um dos maiores escritores norte-americanos do século XIX, tendo publicado cerca de 30 livros, entre romances e contos.
Tom Sawyer, que surgiu pela primeira vez em 1876, é uma das personagens mais conhecidas do autor, que também ficou conhecido pelas suas citações.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Bom regresso às aulas!


E com um búzio nos olhos claros
Vinham do cais, da outra margem
Vinham do campo e da cidade
Qual a canção? Qual a viagem?

Vinham p'rá escola. Que desejavam?
De face suja, iluminada?
Traziam sonhos e pesadelos.
Eram a noite e a madrugada.

Vinham sozinhos com o seu destino.
Ali chegavam. Ali estavam.
Eram já velhos? Eram meninos?
Vinham p'rá escola. O que esperavam?

Vinham de longe. Vinham sozinhos.
Lá da planície. Lá da cidade.
Das casas pobres. Dos bairros tristes.
Vinham p'rá escola: a novidade.

E com uma estrela na mão direita
E os olhos grandes e voz macia
Ali chegaram para aprender
O sonho a vida a poesia.
Maria Rosa Colaço( 1935/2005

sábado, 23 de abril de 2011

23 de Abril-Dia Mundial do Livro

Os livros

Apetece chamar-lhes irmãos,
tê-los ao colo,
afagá-los com as mãos,
abri-los de par em par,
ver o Pinóquio a rir
e o D. Quixote a sonhar,
e a Alice do outro lado
do espelho a inventar
um mundo de assombros
que dá gosto visitar.
Apetece chamar-lhes irmãos
e deixar brilhar os olhos
nas páginas das suas mãos.

Pela casa fora, José Jorge Letria

sábado, 16 de abril de 2011

Charlie Chaplin- o eterno


"Hoje, dia 16 de Abril, celebra-se a data de nascimento (1889) deste eterno ser humano: Charlie Chaplin:
"Pensamos demasiadamente. Sentimos muito pouco. Necessitamos mais de humildade do que de máquinas. Mais de bondade e ternura do que de inteligência. Sem isso, a vida tornar-se-á violenta e tudo se perderá.